Buco-Maxilo.com

Implantes Dentários

Implantes

O que é o implante?

 

O implante é um parafuso de titânio que funciona como uma raiz dentária artificial. Ele é indicado nas regiões onde haja ausência dentária ou indicação de extração dos dentes. Após ser fixado no osso, ocorre uma integração biológica entre as células ósseas e o titânio, proporcionando resistência suficiente para suportar uma prótese devolvendo estética e função mastigatória ao paciente.

 

Implante pode ter rejeição?


Não existe rejeição porque o implante é biocompatível, quer dizer, o organismo aceita como parte dele. O que acontece são falhas relacionadas a não integração óssea dos implantes, que na maioria delas conseguimos reverter com a instalação de outro implante. Atualmente a taxa de sucesso está acima dos 90%.

 

Quais as etapas da instalação de um implantes? 

 

Existem diversas técnicas para instalação de implantes e próteses, mas resumidamente falaremos da instalação de um implante de forma convêncional. A instalação de um implante de forma convêncional possui 2 etapas:

1- Cirúrgica. Nesta etapa é feita a instalação do implante no osso. Ele ficará repousando abaixo da gengiva durante o processo de cicatrização ou osseointegração. Após o período de cicatrização, que varia de 4 a 6 meses dependendo da região anatômica operada, instalamos um dispositivo chamado cicatrizador, que tem como objetivo dar um contorno mais adequado a gengiva antes da instalação da prótese.

2- Protética. Quando a gengiva já está adequadamente cicatrizada começamos a confecção da prótese. O cicatrizador é removido e instalamos um pilar de sustentação para a prótese. Em cima deste pilar será instalada a prótese, ou seja, a coroa do dente.


Posso repor quantos dentes quiser?


Sim. É possivel repor desde um único dente perdido, vários dentes perdidos ou substituir uma dentadura.


É necessário usar um implante para cada dente?


Não. É possível confeccionar próteses que utilizam dois implantes e reabilitar uma região com ausência de 3 dentes. Os implantes podem ser unitários ou múltiplos, e os dentes das próteses também podem ser individualizados ou unidos uns aos outros. Quanto maior o número de implantes instalados maior a estabilidade da prótese.

 

Image description

Dois implantes suportando uma prótese fixa (ponte) de 3 elementos

Image description
Image description
Image description

Implante dói?

 

A cirurgia de instalação do implante, ao contrário do que a maioria pensa, é delicada e indolor. Um bom cirurgião faz a instalação de um implante de forma muito rápida e delicada. O tecido ósseo é pouco inervado e a cirurgia de implante é bem menos indolor que a extração de um dente.

Image description
Image description

Implante unitário e prótese (coroa) unitária.

Quem usa dentadura, é possível ter meus dentes fixos de volta?

 

É possível sim. Na mandíbula, arcada inferior, na região anterior que é chamada de mento temos excelente densidade óssea e com 4 a 6 implantes conseguimos reabilitar todo o arco, esta cirurgia é também chamada de protocolo Branemark. Na arcada superior, existem regiões anatômicas (seios maxilares e fossa nasal) que dependendo da reabsorção de osso dificultam a instalação dos implantes e muitas vezes levam a necessidade de enxertos ósseos, normalmente isso ocorre em pessoas que usam dentadura a muitos anos. Mas temos técnicas para resolver quase todos os tipos de situação clínica. O cirurgião especialista em cirurgia buco maxilo facial é o profissional responsável em fazer enxertos ósseos nos maxilares.

Image description

Cinco implantes suportando uma prótese total fixa inferior - Protocolo BranemarK

 Enxertos ósseos

 

 

Quando está indicado um enxerto?


Pacientes que apresentam perdas precoces de elementos dentários, sejam parcialmente ou totalmente, sofrem perdas ósseas severas, tanto em altura quanto em volume de osso dos maxilares. Quando um tratamento reabilitador com uso de implantes é proposto, para o sucesso do procedimento é necessário que haja osso suficiente para estabilizar os implantes, quando então se faz necessário o enxerto ósseo para preparar a região que irá receber os implantes.


Quais as opções de enxertos?


Isso pode ser feito de varias formas: removendo osso do próprio paciente e reposicionando onde há a insuficiência/perda óssea, também conhecidos como enxertos autógenos e que apresentam os melhores resultados; enxertos de ossos processados de animais de outras espécies, como osso bovino liofilizado (xenoenxertos); biomateriais, como a hidroxiapatita (enxertos aloplastos); ou mesmo através de osso de banco de tecidos humanos (osso alógeno).



Image description
Image description
Image description
Image description

Enxerto autógeno em bloco parafusado

Enxerto de osso bovino liofilizado

Hidroxiapatita porosa

Osso de banco de ossos

Quais as possíveis áreas doadoras de enxertos?


Diversas são as áreas de obtenção de enxertos, tais como crista óssea de osso ilíaco (osso do quadril), tíbia, calota craniana, costela e a própria cavidade bucal, principalmente o osso da mandíbula. A cavidade bucal apresenta vantagens, como proximidade do leito doador do leito receptor, compatibilidade celular, não necessidade de anestesia geral e internação hospitalar, reduzindo os custos.

Image description

Reiões doadoras na cavidade bucal: mento e ramo mandibular e tuberosidade da maxila.

O que é o levantamento de seio maxilar?


É uma técnica de enxertia óssea no assoalho do seio maxilar, na qual por um procedimento cirúrgico delicado se levanta a mucosa de revestimento do seio maxilar e subjacente a ela é inserido o enxerto ósseo. A utilização de técnicas de elevação de assoalho de seio maxilar com interposição de enxerto autógeno e biomateriais constituem uma das formas de reabilitação mais difundidas na última década por não necessitar de internação hospitalar, favorecendo tanto o paciente como o profissional com vantagens como redução de custos de internações, redução de morbidades e tempo operatório, sendo que em alguns casos é possível a realização do enxerto aliado à instalação de implantes no mesmo ato. 


Qual o tempo necessário para a incorporação do enxerto?


Depois de 6 a 9 meses da realização do enxerto, o paciente já está preparado para receber os implantes e continuar com o tratamento.

Image description
Image description
Image description
Buco-Maxilo.com